GT BackStreamDB

Proposta


A proposta do GT-BackStreamDB é oferecer um serviço de monitoração do backbone da RNP, permitindo a elaboração de consultas arbitrárias sobre o tráfego, executadas em tempo real, sem a necessidade de armazenar qualquer log. O monitoramento de tráfego de um backbone de grandes dimensões, como o da RNP, apresenta uma série de desafios, especialmente devido ao volume de tráfego, além do grande número de componentes e sua distribuição geográfica. Ferramentas tradicionais, como as baseadas no Netflow, apresentam diversas limitações, em geral não permitindo consultas sobre as condições da rede em tempo real.

O serviço proposto pelo GT-BackStreamDB é desenvolvido baseado no conceito de serviços Web e implementado utilizando o arcabouço PerfSONAR, integrado ao MonIPÊ. O protótipo funciona de maneira distribuída, possibilitando que parte do processamento dos fluxos de registros Netflow dos Pontos de Presença (PoP) seja realizada localmente, bem como permite que os diversos fluxos sejam unidos em um único, de forma que diferentes níveis de granularidade sejam considerados na obtenção de informações sobre o tráfego.

As duas principais funcionalidades do serviço proposto pelo GT-BackStreamDB consistem do registro de consultas e visualização dos resultados. O registro de consultas refere-se à descrição dos parâmetros de interesse do administrador da rede utilizando uma interface amigável ou um arquivo XML. Assim, no serviço proposto é possível executar consultas arbitrárias, ao contrário da maioria das ferramentas de monitoração existentes atualmente, que geram um conjunto pré-definido de métricas. Nestas abordagens tradicionais de monitoração, medições específicas sobre o fluxo requerem o armazenamento dos registros Netflow em um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD), ou em arquivos, para posterior consulta. No serviço proposto, a visualização dos resultados das consultas é feita em tempo real, à medida que os fluxos de registros são processados. Esta funcionalidade não requer que os registros Netflow sejam armazenados, mas também permite que o resultado das consultas geradas sejam armazenadas em um SGBD, minimizando assim a necessidade de armazenamento do sistema de monitoração.